Ela era bem complicada… talvez até um pouco estranha. Gostava tanto da tristeza do cinza quanto das cores vivas do arco-íris. Admirava doçura e venerava veneno. Adorava segurança… mas não desprezava o tal perigo. Era uma perfeita indecisa. Não conseguia escolher entre sentir amor ou ódio por ele - ambos a atraíam perigosamente.

Dizia não acreditar em contos de fadas mesmo sendo a maior fã de finais felizes.
Sentia um enorme conforto em caras fofos e românticos… e adivinha? No fim acabou se apaixonando pelo errado; esse a satisfazia como nenhum outro já havia conseguido.
Era ele quem a fazia pensar desafiadoramente todas as noites antes de dormir nesse “romance-nem-tão-romance” deles. Era esse quem a fazia detestar o fato do coração existir - por nunca conseguir ser racional com ele.
Nem mesmo ela se entendia. Nem mesmo ela sabia o por que de ser tão errada e isso parecer tão certo. Ela só tinha certeza de uma coisa: estava satisfeita com o que era. Satisfeita em dobro. Por conseguir ser os dois extremos - a menina meiga e encantadora ou então a senhorita descuidada, confusa e indecisa. (Cartas Inacabadas) (LDU) (olhaaqui)


25 July
8:47pm



VIA desapaixonar
POSTADO POR cartas-inacabadas-deactivated20

3 years ago
46 notes/REBLOG



Já parou pra pensar em como seria sua vida sem o seu melhor amigo? Quem iria fazer aquelas maluquices que só ele faz contigo? Quem ia aceitar seus defeitos, sem te julgar? Quem ia te levantar quando você não tivesse mais forças para continuar? Com quem voce ia desabafar quando seu peito estivesse tomado pela dor? Quem ia te fazer rir pelos motivos mais relevantes do mundo? Quem iria guardar a sua dor, só pra ver um sorriso seu? Quem iria? Ninguém mais. E agora eu te pergunto uma última coisa: - Quem seria você, sem o seu melhor amigo? 

(olhaaqui) and (Cartas Inacabadas)


25 July
7:10pm



VIA doce-brisa
POSTADO POR doce-brisa

3 years ago
21 notes/REBLOG



Você cuida de mim como ninguém mais faz, não me abandona nem nos piores momentos e me faz sorrir quando tudo o que eu tenho a fazer é chorar. Eu sei que mesmo quando me faltar forças eu terei você ao meu lado. Só devo te agradecer por todo esse carinho, atenção e amor, que recebo de você. Porque honestamente? Eu nem mesmo sei se mereço. (Cartas Inacabadas(LDU✿) (olhaaqui)


25 July
6:09pm



VIA desapaixonar
POSTADO POR cartas-inacabadas-deactivated20

3 years ago
77 notes/REBLOG



Você sabe, eu sei: me aturar não é fácil. Mas você consegue de um jeito que poucos fazem.
Eu sou bem complicada, bem confusa, até um pouco estranha estranha - se você quer saber. Mas adivinha? Você me entende. Talvez porque seja igual a mim, ou talvez porque tenha ficado assim depois que me conheceu.
Lembro que me disseram que as melhores amizades são aquelas que começam do nada; sem uma razão. E agora eu entendo o sentido dessa frase, porque eu nem ao menos sei como e quando isso começou, entende? Eu e você. Nós. Amizade.
Só sei que a única coisa que posso te dizer agora é que não quero e não posso te perder. Porque te perdendo, eu me sinto perdida também.
Luisa❥Feldman para (LDU)


25 July
6:04pm



VIA desapaixonar
POSTADO POR destinos-opostos-deactivated201

3 years ago
148 notes/REBLOG



A gente se conheceu e então calamos a boca de quem dizia que “amizade virtual” não existe. (Maryam Badreldin) para (Luisa Feldman)


25 July
6:03pm



VIA cartas-inacabadas-deactivated20
POSTADO POR desapaixonar

3 years ago
56 notes/REBLOG



E não, não existe essa de amizade virtual. Existe apenas amizade, sendo à distância ou não. Porque eu não te amo só quando estou no computador, eu te amo além disso. (Luisa Feldman) para (Maryam Badreldin)


25 July
6:03pm



VIA cartas-inacabadas-deactivated20
POSTADO POR desapaixonar

3 years ago
80 notes/REBLOG



Eu questiono se o coração é mesmo um amigo, já que ele me faz depender de quem não depende de mim, me faz dar uma segunda chance a quem não merece sequer a primeira, me faz dar importância ao que ninguém julga importante e me faz transformar o meu amor próprio em um amor infinito por quem não merece.
Luisa Feldman
e
Maryam Badreldin


25 July
5:47pm



VIA desapaixonar
POSTADO POR destinos-opostos-deactivated201

3 years ago
29 notes/REBLOG



É tanta gente inútil, tanta gente vazia, tanta gente hipócrita, tanta gente que julga sem ao menos conhecer, que chega a me dar nojo. Eu queria que as pessoas parassem por pelo menos um segundo e assistissem o que elas fazem do lado de fora. Quem sabe assim elas possam perceber que a falsidade acaba sendo inútil e não leva a nada. Parem de julgar, parem com esse complexo de superioridade, parem de tentar dizer o tamanho da dor das pessoas. Que tal empatia uma vez na vida, ao invés de julgamentos e críticas?

Luisa Feldman e Maryam Badreldin


25 July
5:47pm



VIA desapaixonar
POSTADO POR desapaixonar

3 years ago
173 notes/REBLOG



Eu tentei, de quase todas as formas, me desprender desse sentimento. Tentei desligar o celular e não esperar por qualquer sinal teu. Tentei rasgar todas as folhas do meu caderno em que havia o seu nome escrito. Tentei evitar passar pelos lugares em que eu pudesse ter qualquer memória nossa. Tentei parar de escrever textos sobre amor, pensando no quanto nós poderíamos ter sido felizes juntos. Tentei de tudo, até mesmo te excluir do meu pensamento. Só esqueci de tirar você do meu coração.
Luisa❥Feldman e (LDU)


25 July
5:46pm



VIA desapaixonar
POSTADO POR destinos-opostos-deactivated201

3 years ago
41 notes/REBLOG